Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Prepara Londrina: assista à correção das provas da primeira fase do vestibular da UEL

Principais questões foram corrigidas ao vivo por professores dos cursinhos Fênix e da CEPV. Primeira fase do vestibular ocorreu neste domingo (20). Professores corrigiram questões da primeira fase do vestibular da UEL Luciane Cordeiro/RPC Professores voluntários dos cursinhos Fênix e do Cursinho Especial Pré Vestibular (CEPV) corrigiram as principais questões das provas da primeira fase do vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL). A correção foi transmitida ao vivo pelo G1 neste domingo (20). Se você perdeu a correção, acompanhe nos vídeos abaixo. Artes Professora responde questão de artes que caiu na prova da UEL Matemática Professores respondem questões de matemática que caíram no vestibular da UEL Sociologia Veja quais foram as principais questões de sociologia do vestibular da UEL Física Professores respondem as principais questões de física que caíram no vestibular da UEL Geografia Acompanhe as respostas das principais questões de geografia que caíram no vestibular Filosofia Confira as respostas das principais questões de filosofia da prova da UEL Biologia Acompanhe a correção da prova de Biologia do vestibular da UEL Química Professores respondem as principais questões de química do vestibular da UEL Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.
Mon, 21 Oct 2019 03:37:02 -0000
O Assunto #41: K-pop, a onda sul-coreana que produz hits planetários e levanta o debate sobre a superexposição de seus jovens ídolos

No episódio #41, Renata Lo Prete conversa com Rodrigo Ortega, repórter de música do G1, e Babi Dewet, uma das autoras do livro 'K-Pop: Manual de Sobrevivência' e apresentadora do podcast KPAPO. Ortega explica a origem desse movimento e o que a Coreia do Sul ganha ao investir no gênero musical. Babi fala do processo de seleção e preparação dos ídolos e de como o Brasil está na rota do K-pop -além de ensinar um pouco de coreano para Renata. Você pode ouvir O Assunto no G1, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar. Em 2012 o fenômeno “Gangnam style”, do rapper sul-coreano Psy, foi a responsável pela explosão do estilo no Ocidente. O sucesso da música sul-coreana é resultado de um planejamento cultural do governo de Seul. A indústria musical do país cresceu 17,9% em 2018. O k-pop rende mais de US$ 4,7 bilhões ao ano, liderado por empresas privadas, com ações na bolsa e tudo. Com o sucesso, a Coreia do Sul ficou conhecida no mundo por revelar artistas de K-pop como produtos em ritmo industrial. Na semana passada, o K-pop voltou aos noticiários mas, desta vez, por conta da morte da cantora Sulli, de 25 anos. Não foi o primeiro caso de morte entre astros do gênero. As mortes acendem uma preocupação nos fãs e na indústria: o cuidado com a saúde mental e física dos jovens artistas. No episódio #41, Renata Lo Prete conversa com Rodrigo Ortega, repórter de música do G1, e Babi Dewet, uma das autoras do livro 'K-Pop: Manual de Sobrevivência' e apresentadora do podcast KPAPO. Ortega explica a origem desse movimento e o que a Coreia do Sul ganha ao investir no gênero musical. Babi fala do processo de seleção e preparação dos ídolos e de como o Brasil está na rota do K-pop - além de ensinar um pouco de coreano para Renata. K-pop é poder: Como Coreia do Sul investiu em cultura e colhe lucro e prestígio de ídolos como BTS Como assinar o podcast O Assunto O Assunto Arte/G1 O que são podcasts? Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. De graça. Dá para escutar num site, numa plataforma de música ou num aplicativo só de podcast no celular, para ir ouvindo quando a gente preferir: no trânsito, lavando louça, na praia, na academia... Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça - e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.
Mon, 21 Oct 2019 03:32:08 -0000
Minas Trend tem programação gratuita com talks, painéis e palestras abertas ao público

Grandes nomes nacionais vêm à Semana de Moda Mineira debater temas como responsabilidade social, empreendedorismo e o futuro do setor Palestras e bate-papos gratuitos levarão conteúdo de qualidade aos visitantes durante os quatro dias de evento A 25ª edição do Minas Trend, maior Salão de Negócios de moda da América Latina, preparou uma programação especial em celebração ao universo fashion. Entre os dias 22 e 25 de outubro, o foyer do Expominas será palco de palestras e bate-papos com grandes nomes do setor, como o estilista Dudu Bertholini, o especialista em moda sustentável André Carvalhal, a influenciadora Carla Lemos, fundadora do blog Modices, e muitos outros. A atração faz parte do processo de democratização do Minas Trend, realçada por seu diretor-criativo, Rogério Lima, que sonha com momentos de interação mais intensos e produções de conteúdos que agucem o interesse de outros segmentos. “A moda só poderá evoluir quando o setor reconhecer o que verdadeiramente instiga o desejo das pessoas e de nichos variados de mercado. A interação com o púbico é fundamental para determinar o comportamento que a moda deve seguir e contextualizar o processo produtivo das coleções”, afirma. Palestras e bate-papos gratuitos levarão conteúdo de qualidade aos visitantes durante os quatro dias de evento Divulgação/Minas Trend Diariamente, as palestras abordarão temas atuais relacionados à temática fashion, como moda com propósito, sustentabilidade, diversidade e o perfil consumidor da nova geração. Já o Sebrae Talks voltará o olhar dos participantes para a gestão, em bate-papos sobre marketing digital na moda; a inteligência do varejo na era da experiência; acessórios como auto expressão e Varejo & Estilo. Entretenimento A programação aberta ao público não para por aí. As pessoas poderão viver uma experiência completa no espaço aberto do Minas Trend, com a apresentação de espetáculos de dança com as companhias Primeiro Ato (22/10) e Cisne Negro (23/10), cenários instagramáveis e exposição sobre os 185 anos da AngloGold Ashanti. Além disso, a Feira Gastrô Minas Fashion oferecerá, diariamente, cinco opções de restaurantes dedicados à culinária local e apresentações com DJs. Palestras e bate-papos gratuitos levarão conteúdo de qualidade aos visitantes durante os quatro dias de evento Divulgação/Minas Trend SERVIÇOS: Minas Trend De 22 a 25 de outubro Local: Expominas (Endereço: Av. Amazonas, 6200 - Gameleira, Belo Horizonte) Horário de funcionamento: 22/10 – de 12h as 22h 23 e 24/10 – de 10h as 20h 25/10 – de 10h as 17h Programação aberta: Terça-Feira, 22/10 14h- Painel “O Futuro dos Negócios de Moda- Inovação e Sustentabilidade” Palestrantes: Yamê Reis e Gianni Cinti Local: Sala de desfile 15h - “Marketing digital na moda: saiba como utilizar as ferramentas digitais de maneira estratégica no seu negócio” Palestrante: Jonas Bovolento Local: Lounge do Sebrae 16h30- Palestra “A Diversidade no Mundo da Moda” Palestrante: Dudu Bertholini Local: Sala de Desfile 16h30 - Ecomarioteca - Oficina Interativa de Customização Palestrante: Denise Frade e Gabriela Marcondes Local: Stand Ecomarioteca 17h- Passagem- Espetáculo e dança contemporânea com o grupo Primeiro Ato Local: Foyer Quarta-Feira, 23/10 13h30- Espetáculo Trama - Grupo Cisne Negro Local: Foyer 14h- Painel “As Novas Gerações e o Novo Perfil do Consumidor” Palestrantes: Laís Cobra e Eloísa Artuso Local: Sala de Desfile 15h- “A inteligência do varejo na era da experiência: como performar bem no varejo das incertezas” Palestrante: Morgana Linhares - empresária Local: Lounge Sebrae 16h30: Palestra magna: “Moda com Propósito” Palestrante: André Carvalhal Local: Sala de Desfile 16h30 - Ecomarioteca - Oficina Interativa de Modelagem Zero Resíduo Palestrante: Denise Frade e Gabriela Marcondes Local: Stand Ecomarioteca Quinta-feira, 24/10 14h: Painel “O Poder Transformador da Moda com Sustentabilidade” Palestrantes: Pedro Themotheo e Gabriela Marcondes Local: Sala de Desfiles 15h: “Acessórios com Auto expressão- Ferramentas do Visagismo e da Consultoria de Imagem no Uso dos Acessórios” Palestrantes: Sandra Carvalho e Rogéria Maciel Local: Lounge Sebrae 16h: “Varejo e Estilo” Palestrantes: Alanka Nasser e Janaína Ortiga Local: Lounge Sebrae 16h30 - Ecomarioteca - Oficina Interativa de Estampa com Carimbos Palestrante: Denise Frade e Gabriela Marcondes Local: Stand Ecomarioteca 17h: Palestra magna: “Moda Responsável no Séc XXI” Palestrante: Raquell Guimarães Local: Sala de Desfile 21h: Orquesta de Câmara SESIMINAS convida Flávio Venturini e DoContra Local: Salão Redondo Sexta-feira, 25/10 14h30: Palestra Magna: “Inspirações” Palestrante: Marnei Carminarri Local: Sala de Desfile 16h30: Painel “Influenciadores e a Construção da Moda que Queremos” Palestrantes: Carla Lemos e Joana Cannabrava Local: Sala de Desfile 16h30 - Ecomarioteca - Oficina Interativa de Bordado Palestrante: Denise Frade e Gabriela Marcondes Local: Stand Ecomarioteca Todos os eventos têm entrada gratuita. Os painéis e palestras promovidos na Sala de Desfile deverão ter seus ingressos retirados na Sympla, até 22/10. Os talks promovidos no Lounge Sebrae não necessitam de ingresso, vagas limitadas por ordem de chegada.
Mon, 21 Oct 2019 03:01:20 -0000
Gols do Fantástico: Flamengo vence clássico carioca e abre 10 pontos de dianteira no Brasileirão
O Palmeiras, vice-líder , empatou com o Athlético-PR. O Santos, o terceiro na tabela do campeonato, perdeu por 2 a 0 para o Atlético-MG. Flamengo vence clássico carioca e abre 10 pontos de dianteira no Brasileirão O Flamengo venceu por 2 a 0 o clássico carioca que disputou neste domingo (20) contra o Fluminense e abriu 10 pontos de dianteira na liderança do Brasileirão. O Palmeiras, vice-líder , empatou com o Athlético-PR em 1 a 1. O Santos, o terceiro na tabela do campeonato, perdeu por 2 a 0 para o Atlético-MG. Veja todos os gols deste domingo com Tadeu Schmidt e os cavalinhos do Fantástico. Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 21 Oct 2019 02:58:46 -0000
Internet chega aos 50 anos e o Fantástico questiona: o que esperar para os próximos 50?
Hoje, o tempo voa na internet. Com tantas soluções e tantos problemas, ninguém sabe direito o que vai acontecer. E a pergunta que fica é: o que fazer com tanta informação no futuro que já começou? Internet chega aos 50 anos e o Fantástico questiona: o que esperar para os próximos 50? Ela é invisível, mas está em quase tudo que a gente vê. Ela está no mundo todo e cabe na palma da mão. Há 50 anos, nascia a internet, a rede que revolucionou a nossa vida. Reportagem especial do Fantástico mostra como tudo começou e conversa com especialistas que fazem previsões sobre o futuro digital. 50 anos de internet: faça o teste e o Fantástico adivinha de qual época você é Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 21 Oct 2019 02:38:13 -0000
Orquestra de Ouro Preto é parceira de Alceu Valença no projeto 'Valencianas'
O primeiro disco da parceria de sucesso levou o título de Melhor Álbum de MPB em 2015. Veja o musical no palco do Fantástico! Orquestra de Ouro Preto é parceira de Alceu Valença no projeto 'Valencianas' Coisa boa é um som do Alceu Valença no domingo à noite. E se for Alceu com uma orquestra, melhor ainda. A orquestra de Ouro Preto é parceira de Alceu no volume 2 do projeto ‘Valencianas’, que tem um objetivo simples: fazer com que a música além de ser dançada e cantada, tenha a característica de ser ouvida. O primeiro ‘Valencianas’ ganhou o Prêmio da Música Brasileira, como melhor disco de MPB de 2015 e rodou o Brasil. Veja o musical no palco do Fantástico! Assista às íntegras das músicas apresentadas: Alceu Valença canta ‘La Belle Du Jour’ no palco do Fantástico Alceu Valença canta ‘Morena Tropicana’ no palco do Fantástico Alceu Valença canta ‘Como Dois Animais’ no palco do Fantástico Alceu Valença canta ‘Anunciação’ no palco do Fantástico
Mon, 21 Oct 2019 02:00:40 -0000
Homem é linchado por grupo na Avenida Beira Mar, em Fortaleza

Vítima foi atingida com chutes, murros e pauladas. Homem foi socorrido em estado grave pelo Samu após ser linchado por grupo na Avenida Beira Mar. Rafaela Duarte/ Sistema Verdes Mares Um homem, que não teve a identidade revelada, foi linchado por um grupo na Avenida Beira Mar, em Fortaleza, na noite deste domingo (20). O crime teria sido motivado porque os agressores teriam visto o homem se masturbando para um grupo de mulheres. De acordo com testemunhas, a vítima foi atingida com chutes, murros e pauladas. O homem tentou fugir e caiu na calçada de um estabelecimento no cruzamento da Avenida Beira Mar com a Rua Idelfonso Albano, na Praia de Iracema. O grupo conseguiu alcançá-lo e as agressões continuaram. A Polícia Militar foi acionada e o grupo fugiu do local. O homem foi socorrido por uma ambulância do Samu e levado em estado grave para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro.
Mon, 21 Oct 2019 01:57:20 -0000
Grupo católico é investigado por abuso psicológico e humilhações em internato de São Paulo
Quem são os Arautos do Evangelho? O Fantástico ouviu mais de 20 pessoas sobre o grupo, que tem rituais questionados até pelo Vaticano e é alvo de denúncias de ex-integrantes. Grupo católico é investigado por abuso psicológico e humilhações em internato de São Paulo Um grupo católico de rituais questionados até pelo Vaticano e alvo de denúncias de dezenas de ex-integrantes. Quem são os Arautos do Evangelho? Nossos repórteres ouviram mais de 20 pessoas, entre ex-arautos, pais de crianças e adolescentes que vivem isolados em seus internatos. São relatos de uma rotina de alienação, sem contato com o mundo exterior. Situação confirmada por laudos feitos a pedido do Ministério Público, que o Fantástico revela com exclusividade. É no meio da Serra da Cantareira, numa área isolada, afastada da maior metrópole do país, que os Arautos do Evangelho construíram castelos e colégios, onde jovens vivem em sistema de internato. Este grupo católico conservador surgiu do rompimento com outra sociedade conservadora, a TFP, que defende a tradição, a família e a propriedade. "Não se consegue nada verdadeiramente valoroso sem disciplina", afirmou João Clá, fundador, em 2002. Foi em 1999 que o monsenhor João Clá Dias, que fazia parte da TFP, fundou os Arautos do Evangelho. De acordo com o estatuto, com a missão de levar a animação cristã das realidades temporais, segundo o seu próprio carisma. Hoje, a associação tem 15 colégios no Brasil, com cerca de 700 alunos. Em 2001, os Arautos foram reconhecidos pelo Vaticano como associação religiosa. Em 2002, o Fantástico esteve em um dos castelos. Os arautos usavam túnicas, correntes e botas de cavalaria. Mas os Arautos enfrentam uma série de denúncias desde o início do ano passado. Elas foram feitas por 40 pessoas no Ministério Público, na cidade de Caieiras, na região metropolitana de São Paulo, onde ficam os castelos do grupo. Os relatos são de abuso psicológico, humilhações, assédio e estupro. As mães ouvidas pelo Fantástico dizem que começaram a desconfiar quando notaram uma mudança de comportamento nos filhos. Elas afirmam que os Arautos estimulam o afastamento da família. “Minha filha virou um robô. Minha filha não existe. Ela não tem amor pela gente, não tem carinho, não tem nada. Ela é um robô”, lamenta uma delas. “A família, ela tem que assim sumir do mapa. Porque, segundo eles, a família atrapalha o caminhar do jovem lá dentro", relembra o ex-aluno Alex Ribeiro de Lima. "Eles ensinavam que a gente não tinha que amar nossos pais, como se eles tivessem ensinado tudo que é de ruim que a gente aprendeu no mundo foi eles que ensinaram”, completa uma jovem que também estudou lá. O Fantástico ouviu 23 pessoas em vários estados do Brasil e no exterior. Doze delas estão citadas no inquérito aberto no Ministério Público. Todas relatam situações parecidas. A maioria prefere não mostrar o rosto. Essas mães dizem que os Arautos usam o medo para manter os internos perto deles. “Meu filho tinha medo de vim pra casa, meu filho achava realmente que o mundo ia acabar. E que a única salvação dele era dentro dos Arautos do Evangelho”, diz Patrícia Sampaio. De acordo com os relatos, os jovens são preparados para a Bagarre, uma espécie de castigo universal. Essa moça, que foi interna dos Arautos durante 5 anos, explica como seria aplicado esse castigo: “Deus iria punir a terra por todos os pecados que foram cometidos aqui. Então, a natureza se revoltaria contra o homem, os demônios apareceriam e aconteceria um confronto entre os supostos filhos de luz e os filhos de trevas. Os filhos de luz são os Arautos e os filhos de trevas somos todos nós, todo o resto. Inclusive, lá dentro, eles têm treinamento pra preparar essas pessoas pro momento da bagarre”. Um ex-interno conta que chegou a fazer cursos de tiro. Um deles, de tiro parado. O outro, de tiro em movimento, como mostram esses certificados: “O motivo de eu ter feito este treino de tiro foi para uma eventual preparação de bagarre, porque eles diziam internamente que estavam na eminência de serem atacados por pessoas que odiavam a religião, que odiavam a igreja católica”. Alex passou 18 anos lá dentro e diz que ainda se recupera dos traumas. Ele lembra, por exemplo, de um ritual que podia durar horas e que ele classifica como lavagem cerebral: “Lá eles também têm capítulos. Você deita no chão e vem um superior e começa a fazer uma série de acusações. Só que existe uma tática - né? - nesses capítulos que eles fazem. Controlar a pessoa que está ali deitado, para que a pessoa se sinta um grande pecador, uma pessoa que não vale nada. E eles começam a fazer essa lavagem cerebral na mente das pessoas”. Ex-internas também denunciam abuso sexual e estupros. Este boletim de ocorrência foi feito na polícia, em maio desse ano. A moça contou que, aos 13 anos, foi acordada pela encarregada do alojamento para tomar banho. Percebeu que estava com sangramento e a região íntima irritada e inchada. Ela acredita ter sido dopada. Outra ex-interna, que hoje vive no Canadá, informou ao Ministério Público que, dos 12 aos 16 anos, sofreu com as carícias que João Clá fazia nos seus seios e nas nádegas. A colombiana Maria Paula veio com 11 anos para o Brasil. Ficou cerca de dois anos no castelo. Ela relatou ao Ministério Público que foi vítima de João Clá: “Ele me chamou depois da missa, entramos na sacristia e aí, quando tava sacristia, vi que ele deu um beijo em uma menina. Eu fiquei pensativa: será que esse beijo é na boca ou na bochecha? Então quando ele me deu um beijo na boca, eu fiquei pensando: 'Deus o que é isso?' Uma menina que vivia na Colômbia comigo também me contou que ele deu um beijo na boca. Então eu perguntei e ela disse que bom, então recebeu a graça". Há mais de dez anos, João Clá teve um acidente vascular cerebral. Em 2017, renunciou ao cargo de presidente do grupo. O Fantástico procurou os Arautos do Evangelho. Três representantes se apresentaram para responder nossas perguntas. “Essa afirmação de beijo na boca é calúnia. Irmã, a senhora viu alguma vez isso? Afirmar que um boletim de ocorrência possa ser indício de prova. Boletim de ocorrência é um primeiro passo. É um ato unilateral, de alguém que vai na delegacia e faz uma denúncia. A delegada já ouviu. Ouviu inclusive a irmã que pode dar o testemunho dela agora, porque ela também foi colocada como cúmplice disso. Essa investigação vai seguir o seu curso e quando for concluída a investigação, aí sim cada um vai saber o que fazer. Tem até direito de recorrer à Justiça como denunciação caluniosa”, afirma o padre Alex Barbosa de Brito, sacerdote dos Arautos. “Fui na delegacia por conta daquela denúncia, que posso afirmar é inteiramente falsa, caluniosa até”, completa a irmã. Há também relatos de racismo. “A maioria são loiros de olhos claros. Quando tem alguém mais moreninho que você vê, ele sempre tem uma função específica. Normalmente é ficar na cozinha. Cozinha para as pessoas, limpa, lava e, inclusive, eles almoçam separados”, relata um denunciante. Ao Fantástico, representantes dos Arautos negaram as denúncias de racismo. “Isso é absolutamente falso. Até poderia mostrar fartamente como convivemos entre raças. Nós temos indianas, temos da República Dominicana - que são muitas bem coloridas -, temos aqui daqui do Brasil - da Bahia, do Nordeste. Todas muito moreninhas e todas convivem com as loiras do sul numa perfeita harmonia”, fala madre Mariana, superiora dos Arautos. Este video, divulgado nas redes sociais, levou o Vaticano a abrir uma investigação em 2017 e nomear, no fim do mês passado, o cardeal Dom Raymundo Damasceno como comissário dos Arautos, uma espécie de interventor. No vídeo, um sacerdote lê o que seria o interrogatório de um demônio em uma sessão de exorcismo. Ao lado do sacerdote, sentado, está o fundador dos Arautos, João Clá. No interrogatório, o demônio teria previsto a morte do Papa Francisco e dito que tem poder sobre ele. Em outro vídeo, o fundador João Clá grita palavras em latim e bate no rosto de uma jovem com uma folha de papel. Ele tenta obrigá-la a fazer votos. "Então tive acesso aos vídeos. Os vídeos falam por si. João Clá bate nas meninas, né? A reunião que o João Clá e os padres dele têm com o Satanás é uma coisa louca. Então, não há dúvida que não é um bom lugar para um filho estar, né? Eu fui buscar meu filho", afirma mãe de ex-aluno. Ano passado, a então promotora do caso arquivou uma série de denúncias contra os Arautos. Mas a advogada que representa as famílias que reclamam conseguiu que o conselho do Ministério Público reabrisse o caso. Peritos do Ministério Público, das áreas de assistência social e de psicologia, começaram a vistoriar em junho deste ano as dependências dos Arautos para analisar as condições em que vivem crianças e adolescentes. O Fantástico teve acesso exclusivo a esses laudos produzidos pelo MP. O Ministério Público constatou que os adolescentes não podem ter telefone celular. Todos usam um único aparelho, mas apenas para enviar mensagens por whatsapp. As conversas, embora pessoais, ficam visíveis a todos. O que, segundo os peritos, é uma violação do direito à privacidade dos adolescentes. Para ligar para as famílias, eles têm que usar telefones fixos. Os laudos também destacam que em nenhum dos quartos havia fotos de parentes ou de amigos dos internos. Na maioria dos ambientes chamam a atenção as fotos de João Clá e de pessoas enaltecidas pelos Arautos. Os peritos concluem que isso pode ser uma estratégia para afastar o interno da vida lá fora. Os peritos não encontraram livros sobre história do Brasil ou mesmo de literatura nacional. Também não foram encontrados livros didáticos. Apenas enciclopédias antigas e livros escritos pelo fundador dos Arautos, João Clá. Religiosas que receberam os peritos informaram que havia uma outra biblioteca, com livros usados na escola, mas que elas não estavam com a chave. Para o Ministério Público, o Estatuto da Criança e do Adolescente não é respeitado pelos Arautos. Nem mesmo a liberdade de ir e vir. O laudo aponta ainda violação de direitos previstos na Constituição, comprometendo a capacidade dos internos de se defenderem da violência praticada pelos superiores. Ao Fantástico, os religiosos repudiaram todas as acusações e disseram que o sistema de ensino que eles utilizam nos colégios segue o que é determinado pelo Ministério da Educação. Os Arautos se dizem vítimas de perseguição: “Nós estamos diante de uma situação, de uma campanha de difamação feita por desafetos da instituição, desafetos da igreja em geral. Uma campanha de perseguição religiosa onde a igreja católica está em foco e a instituição em particular” “Durmo quatro horas e acordo. Durmo duas horas e acordo. Porque eu tenho pesadelos”, revela uma suposta vítima.
Mon, 21 Oct 2019 01:47:14 -0000
Seu filho aceitaria carona de uma pessoa que bebeu? Veja estreia da série 'Meu Filho Nunca Faria Isso'
Renata Ceribelli fez um teste com quatro adolescentes para descobrir se o que os pais imaginam na teoria acontece na prática. Seu filho aceitaria carona de uma pessoa que bebeu? Veja no 'Meu Filho Nunca Faria Isso' Na estreia da série "Meu Filho Nunca Faria Isso", o Fantástico faz um questionamento: seu filho aceitaria carona de uma pessoa que bebeu? Renata Ceribelli fez um teste com quatro adolescentes para descobrir se o que os pais imaginam na teoria acontece na prática. E as mães acompanharam tudo de longe. O que será que aconteceu? Confira na reportagem. Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 21 Oct 2019 01:45:51 -0000
'Isso a Globo Não Mostra'; veja o 40º episódio
No quadro de humor do Fantástico, veja as notícias da semana tratadas de uma forma leve, além de brincadeiras com cenas exibidas na programação da Globo. 'Isso a Globo Não Mostra'; veja o 40º episódio No 40º episódio do 'Isso a Globo Não Mostra', o quadro de humor do Fantástico, veja as notícias da semana tratadas de uma forma leve, além de brincadeiras com cenas exibidas na programação da Globo. Isso a Globo Não Mostra: reveja todos os episódios Isso a Globo Não Mostra #40: Weintraub Isso a Globo Não Mostra #40: meme fingindo que trabalho Isso a Globo Não Mostra #40: Simas Isso a Globo Não Mostra #40: Inês Brasil Isso a Globo Não Mostra #40: Mestre do Sabor Isso a Globo Não Mostra #40: top 3 crianças no É de Casa Isso a Globo Não Mostra #40: Fabiana Karla Isso a Globo Não Mostra #40: Zeca Pagodinho Isso a Globo Não Mostra #40: clipe Bivar Ouça o podcast do Fantástico:
Mon, 21 Oct 2019 01:36:29 -0000

This page was created in: 0.01 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info